a
© 2020 Agência Difusão.
HomeLiteraturaO CORTIÇO

O CORTIÇO

O Cortiço

O CORTIÇO

O cenário do romance de Aluísio Azevedo é o cortiço São Romão, situado no Rio de Janeiro, durante o século XIX. O proprietário do estabelecimento é João Romão, um português que se muda para o Brasil em busca de uma vida melhor e consegue montar seu próprio estabelecimento.

No princípio o proprietário tinha apenas três casas, depois consegue comprar casas ao lado e aos poucos vai levantando novas habitações.

Nada lhes escapava, nem mesmo as escadas dos pedreiros, os cavalos de pau, o banco ou a ferramenta dos marceneiros. E o fato é que aquelas três casinhas, tão engenhosamente construídas, foram o ponto de partida do grande cortiço de São Romão. Hoje quatro braças de terra, amanhã seis, depois mais outras, ia o vendeiro conquistando todo o terreno que se estendia pelos fundos da sua bodega; e, à proporção que o conquistava, reproduziam-se os quartos e o número de moradores.

João Romão tem como companheira Bertoleza, uma escrava fugida. Querendo ampliar cada vez mais os negócios, o português faz uma sociedade com o vizinho Miranda, e, para selar a união, propõe o casamento com Zulmira, a filha do sócio.

Sem saber o que fazer com a sua companheira Bertoleza, João Romão pretende denunciá-la como escrava fugida. O romance de Aluísio Azevedo narra, com pormenores, o cotidiano miserável daqueles que vivem no cortiço.

Share With:
Rate This Article
No Comments

Leave A Comment