a
© 2020 Agência Difusão.
HomeArtigosA MAIOR DEMOCRACIA DO MUNDO?

A MAIOR DEMOCRACIA DO MUNDO?

Democracia americana

A MAIOR DEMOCRACIA DO MUNDO?

Uma das coisas mais interessantes na existência é a capacidade de transformação. A matéria se transforma, o corpo se transforma e a cultura também. Nesse momento um dos principais países do planeta está em transformação. Uma transformação democrática, uma transformação no hábito de votar.

A exatos 4 anos houve uma mudança significativa nos Estados Unidos da América, deixava o poder um presidente negro, preto ou afroamericano e voltava ao poder um presidente branco. Dizem que a história é mutante e realmente é e tanto para o bem quanto para o mal.

Hoje, amanhã, semana que vem, ou quem sabe até o final do ano será anunciado o resultado da eleição americana. De um lado Donald Trump com toda sua narrativa de direita e do outro lado Joe Biden que não é de esquerda, apesar de Trump jurar por Deus que é.

A principal mudança nessa história toda se resume a um simples fato, o eleitorado. Jamais a maior democracia do mundo, como dizem por aqui, terá que lidar com o fato dos americanos exercerem o maior de todos os atos democráticos, o voto.

Algumas coisas me deixa confuso, são questões que não encontro respostas. Porque a maior democracia não está preparada para contabilizar a sua democracia? Como pode, como diz o atual presidente, uma democracia consolidada ser fraudada? Como pode a maior democracia não ter uma corte específica para um processo específico como o eleitoral? Como pode a maior democracia utilizar cédula de papel? Como pode o resultado de um processo democrático não ser respeitado em uma democracia?

Um sistema democrático é um sistema político onde o povo elege seus dirigentes por meio de eleições periódicas. Agora como posso confiar em uma democracia onde o líder supremo não confia no processo democrático? Onde está a democracia onde apenas dois partidos monopolizam as eleições desde o momento que foram instauradas?

Espero um dia enterder essas questões semânticas e lógicas, pois como dizem no interior de São Paulo, “tem algo que não orna”.

Texto: Carbono(Escritor, fotógrafo, filósofo e artista)

Compartilhar com:
Avalie este artigo

redacao@agenciadifusao.com.br

Sem comentários

Deixe um comentário