a
© 2020 Agência Difusão.
HomeMundoÍNDIA ENVIA VACINA GRATUITA AOS PAÍSES VIZINHOS

ÍNDIA ENVIA VACINA GRATUITA AOS PAÍSES VIZINHOS

ìndia

ÍNDIA ENVIA VACINA GRATUITA AOS PAÍSES VIZINHOS

A Índia tem fornecido vacinas gratuitas contra a Covid-19 aos países vizinhos do sul da Ásia, parte da estratégia do governo do primeiro-ministro Narendra Modi de conter a “diplomacia dos imunizantes” da China na região.

Ao todo, a Índia deve enviar entre 12 e 20 milhões de doses aos vizinhos, disseram fontes do governo – forma de posicionar a Índia como uma “alternativa” aos chineses.

Todas as doses vêm do Serum Institute of India, maior produtor mundial de imunizantes. A vacina indiana, neste caso, é a desenvolvida pela farmacêutica anglo-sueca AstraZeneca.

Em diplomacia contra o domínio chinês, Índia envia vacinas gratuitas ao sul da Ásia

Dois dias após um golpe militar, Mianmar começou sua campanha de vacinação na quarta (3) após receber 1,5 milhão de doses de Nova Délhi, informou a Nikkei Asia.

Também foram enviadas remessas para Maldivas, Butão, Bangladesh, Seychelles e Nepal. “O governo da Índia mostrou boa vontade ao fornecer a vacina”, disse o ministro da Saúde nepalês, Hridayesh Tripathi.

Há anos a Índia tenta acompanhar o ritmo de investimentos chineses em países como Sri Lanka, Nepal e Maldivas. Nesses locais, Beijing financia a construção de portos, estradas e usinas elétricas por meio da iniciativa do Cinturão da Rota da Seda.

A demanda por vacinas, após o colapso econômico gerado com a paralisação do turismo nessas nações, é uma oportunidade para a Índia recuperar parte dessa influência, disseram diplomatas à Reuters.

Além das doses, o país também auxilia no treinamento de profissionais e na criação de infraestrutura para administrar os imunizantes. “É uma série de ações que confirmam a validade da política de boa vizinhança”, disse o diplomata indiano Rajiv Bhatia, que já comandou postos no México, na África do Sul, em Mianmar e no Quênia.

Em diplomacia contra o domínio chinês, Índia envia vacinas gratuitas ao sul da Ásia

Acusações de interferência

A China, por sua vez, já mandou 500 mil doses ao Paquistão e deve encaminhar pelo menos 300 mil a Mianmar até o final de fevereiro.

O governo chinês não fala em competição no fornecimento de vacinas, mas a mídia estatal acusa a Índia de “interferência” por “impedir” o uso de vacinas chinesas no sul da Ásia, registrou o diário indiano “The Hindu”.

“Existem várias vacinas contra a Covid-19 no mercado e os países devem ser capazes de fazer suas próprias escolhas de forma independente”, disse o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Zhao Lijian.

“Essa questão não pode dar lugar a uma competição maligna, muito menos à rivalidade. Esperamos que mais doses de vacinas seguras e eficazes sejam fabricadas e fornecidas a mais países, para beneficiar mais pessoas”.

A China já enviou remessas da vacina à América Latina, onde vê aberturas para fomentar boa relação diplomática e econômica em meio à disputa com os EUA por hegemonia.

Fonte: A Referência
Foto: Xinhua/Ahmad Kamal)

Compartilhar com:
Avalie este artigo

redacao@agenciadifusao.com.br

Sem comentários

Deixe um comentário